Logon
Skip Navigation LinksSustentabilidade > Português (Brasil) > NossoProcessodeMonitoramento

Processo de Monitoramento da nossa rede de fornecimento


​​​​​​​​​​​​​​​​​Trabalhamos para coibir qualquer tipo de mão de obra irregular e buscar a melhoria contínua das condições de trabalho e dos indicadores ambientais em nossa rede de fornecimento. Questões como trabalho análogo ao de escravo e trabalho infantil são consideradas infrações inaceitáveis, levando à suspensão imediata do fornecedor.

Fazemos o processo de seleção de nossos fornecedores para garantir que padrões justos e seguros sejam atendidos por meio de rigorosa auditoria em 100% das fábricas que produzem as peças da C&A. Eles são classificados com notas que variam de A a E, sendo A a melhor. A nota é calculada de acordo com as respostas do checklist e peso das perguntas. De acordo​ com a nota, também é determinada a periodicidade das visitas da equipe Sustainable Supply Chain (SSC) às empresas e qual tipo de auditoria será conduzida. 

audi.png

As auditorias contam com a etapa de entrevista junto a funcionários das fábricas, e nossas diretrizes orientam que sejam entrevistados pelo menos 5% de funcionários por fábrica visitada, amostra mínima para empresa de médio e grande porte. Para empresas de pequeno porte essa amostra é de 20%. Sendo assim, a quantidade final da amostra varia de 5 a 25 trabalhadores entrevistados. As entrevistas prezam por um ambiente privado e distante do posto de trabalho, conforme nossas Diretrizes de suporte ao Código de Conduta da C&A para fornecedores de mercadoria.

A C&A classifica os fornecedores da sua rede em Tiers 1, 2 e 3:tis.png

​Em 2017, a C&A foi a primeira empresa do varejo de moda no Brasil a divulgar sua lista de fornecedores​, um importante passo rumo à transparência. Você pode conhecer os fornecedores de Tier 1 e 2 e os fornecedores de Tier 3 clicando em cada um deles. 

Resultados

Em 2019, auditamos 650 unidades de produção entre fornecedores, subcontratados e empresas de tecelagem e fiação, o que representou cerca de 1.033 auditorias no ano. Cerca de 150 itens foram verificados em 24 blocos temáticos, dentre eles condições de trabalho, cumprimento das leis trabalhistas, saúde e segurança do local, transparência além de questões ambientais.

As perguntas com criticidade de “Tolerância Zero" são as de maior peso, e se a empresa não atende uma delas, a nota é automaticamente “E". De acordo com os dados de fechamento, no ano de 2019 foram identificadas 2.064 infrações, sendo 3% de “Tolerância Zero". Entre elas estão ausência/divergência na licença do corpo de bombeiros e alvará de funcionamento, ausência/divergência na planta baixa (projeto de construção do imóvel) e instalação de equipamentos de pressão e caldeiras.

Nas auditorias de 2019 (janeiro a dezembro), identificamos cerca de 0,10% pessoas estrangeiras na nossa base que tem as renovações de seus documentos (CRNM - Carteira de Registro Nacional Migratório) acompanhados pela equipe de SSC, responsável pelas auditorias de responsabilidade social na rede de fornecimento da C&A. Quanto à divisão por gênero, entre os fornecedores e subcontratados, 59,8% dos trabalhadores são mulheres e 40,2% homens. Ao todo, são quase 100 mil funcionários na nossa rede de fornecimento que está situada no Brasil e América do Sul, representando aproximadamente 68% em fornecedores e 32% em subcontratados.

Nas auditorias realizadas pela SSC, avaliamos a ocorrência de violações trabalhistas relacionadas a gênero nas instalações dos fornecedores, conforme orientam nossas Diretrizes de suporte ao Código de Conduta da C&A para Fornecedores de Mercadoria. No ano de 2019 não identificamos evidências dessas infrações nas auditorias realizadas.

Com relação a liberdade sindical, a C&A exige que os fornecedores permitam que os trabalhadores se reúnam por conta própria ou com sindicatos para negociações coletivas conforme item 2.5 do nosso guia D​iretrizes de suporte ao Código de Conduta da C&A para Fornecedores de Mercadoria​, que pode ser consultado no link. Dos trabalhadores da nossa rede de fornecimento, segundo nosso levantamento de 2019, 99,7% contam com um sindicato e a cobertura de acordos de negociação coletiva. Os 0,3% que não possuem acesso à sindicato para negociação coletiva nas cidades onde estão instaladas, seguem as legislações estaduais e a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Resumo das descobertas Tiers 1, 2 e 3

As descobertas com maiores incidências encontradas em auditorias estão relacionadas à:​

itens.png

Todas as descobertas em auditoria são tratadas por meio do acompanhamento dos Desenvolvedores de Fornecedores e plano de ação.

​Desenvolvimento da Rede de Fornecimento

Em agosto de 2016, implementamos uma célula de Desenvolvimento de Fornecedores. Formada por integrantes da área de SSC, eles são dedicados a capacitar e dar suporte aos nossos fornecedores no cumprimento dos planos de ação, tornando-os protagonistas em seu desenvolvimento e promovendo a melhoria contínua.

Em 2018 foi implementado o Programa de Monitoramento Participativo, que visa treinar fornecedores selecionados para o auto monitoramento de sua rede produtiva com os mesmos padrões e sistemas de auditoria da C&A. Desde o início, 3 fornecedores estão participando do Programa, que inclui treinamentos e acompanhamentos constantes do time de SSC durante todo o processo.

Historicamente a C&A já foi premiada por dedicar-se ao tema de monitoramento de sua rede de fornecimento. A evolução desse trabalho foi reconhecida pelo Prêmio ECO AMCHAM em 2017, na Categoria processos com o case “Rede de Fornecimento Sustentável: Como construímos um ambien​te de negócios ético e que respeita as pessoas"; e em 2019, também na Categoria Processos, com o case “Programa de Monitoramento Participativo da C&A". ​

Também desenv​olvemos um Manual de Boas Práticas de Trabalho que pode ser acessado no link. Direcionado à rede de fornecimento, é mais uma forma de disseminar essas boas práticas e orientar as unidades produtivas que fabricam direta ou indiretamente nossos produtos a se conectarem com nosso propósito
condiçoestrabalho.PNG

Ações Sustainable Supply Chain e a Covid-19

Devido ao ines​perado momento que enfrentamos com a pandemia do novo coronavírus e com a paralisação de algumas atividades, a equipe de SSC entrou em contato com seus fornecedores no Brasil, buscando entender os impactos dessa situação.

Com essa ação foi possível entender o contexto de cada fornecedor, além de termos informações para planejar e preparar uma retomada das auditorias de rastreabilidade de peças, e planos de ação pendentes de maneira remota.

Também foram realizados 2 eventos online, em formato webinar, para explicar as novas ações e esclarecer dúvidas sobre como será a retomada das atividades e o que será adaptado. As duas edições do evento contaram com mais de 270 participantes.

E para continuarmos apoiando e contribuindo com o desenvolvimento da rede de fornecimento, elaboramos o Programa de Retomada com Impacto Positivo em parceria com o Sebrae, voltado para as micro e pequenas empresas do setor, que tem como foco a gestão de planejamento no pós-crise e o gerenciamento do processo produtivo.

Nossas parcerias



Empresa Associada - Cores.png
  ​

​​Em 2011 fomos a primeira empresa do varejo de moda a assinar ao Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo, e convidamos 40 fornecedores a assinarem conosco. Somos associados ao Instituto do Pacto, organização sem fins lucrativos que mobiliza diferentes setores na promoção do trabalho decente. Saiba mais.​​​

      ​
ABVTEX.jpg

Em 2010, contribuímos para a construção do programa de certificação da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX) e somos signatários classificados nível Pleno, por ter 100% dos fornecedores e subcontratados certificados pela ABVTEX, sendo esse um dos pré-requisitos para fornecimento à C&A (clique aqui e conheça mais sobre a certificação ABVTEX​)

​         ​
           modalivre.PNG

​Desde seu lançamento em 2013, a C&A mantém o sinal verde no aplicativo Moda Livre, que avalia como marcas combatem trabalho escravo. Atualmente são avaliadas mais de 120 marcas, e a nota atribuída a cada​ empresa é calculada a partir de duas ferramentas: um questionário, respondido de forma voluntária pelas marcas, e um histórico, elaborado pela equipe da Repórter Brasil com base em fiscalizações do governo federal. Consulte aqui.


Atualizado em Julho de 2020​​​
Foto: Tatiana Cardeal acervo Instituto C&A




​​​​​